Supercomputação da UC no estudo da fotossíntese

Investigadores da Universidade de Coimbra integram equipa internacional recorrendo ao uso de supercomputadores para estudar pela primeira vez o “motor de arranque da máquina da fotossíntese”. A supremacia da natureza sobre a tecnologia humana demonstra que o processo de captação e utilização da energia solar é efetuado de forma mais eficiente nas plantas do que nos painéis fotovoltaicos.

folha_corpo

Segundo uma notícia do Observador, o Departamento de Física da Universidade de Coimbra (UC) colaborou na investigação de um estudo da fotossíntese das plantas, realizada por uma equipa internacional de cientistas.

Foram necessários 5 anos de estudo e utilizadas 30 milhões de horas de cálculos em supercomputadores europeus para que pela primeira vez se estudasse a enorme e complexa estrutura daquilo a que se pode chamar “o motor de arranque da máquina da fotossíntese, recorrendo exclusivamente ao uso da mecânica quântica” segundo comunicado de imprensa da UC.

O primeiro passo envolvido na fotossíntese das plantas foi conseguido através do sucesso na simulação em supercomputadores do processo de captação de luz da gigantesca estrutura de moléculas – a “antena” designada por “Light-Harvesting Complex II”, salienta em comunicado a UC.

Fernando Nogueira, especialista em física computacional e coordenador da equipa portuguesa envolvida neste estudo, refere a importância de entendermos a forma como as plantas captam e utilizam a energia solar e assegura que o processo é efetuado de “uma forma extraordinariamente eficiente e muito melhor que os painéis fotovoltaicos”, citado pela UC.

Apesar de ainda ser um enigma a forma como se processa a transferência de energia, a verdade é que o papel principal na estrutura do fotossistema é desempenhado por uma única molécula de clorofila apelidada de “molécula central”, funcionando todas as outras moléculas como “antenas” de captação de energia, transmitindo de imediato a energia captada à molécula central.

Estudos que envolveram cálculos sem precedentes nesta matéria, destrinçaram o mundo da clorofila e identificaram o papel a desempenhar por cada molécula de clorofila participante no processo da fotossíntese.

 

 

Quer explorar a Supercomputação na sua organização?

Nome*
Email*
 

Telefone*
Descrição*

*Campos obrigatórios