Centro de Computação de Pequim

Para responder à crescente procura de supercomputação, a capacidade de resposta do Centro de Computação de Pequim (Beijing Computing Center) foi consideravelmente aumentada. Ao usar o SUSE Linux Enterprise Server, conseguiram manter a alta performance e eficiência necessárias para a execução de grandes volumes de trabalho.

suse_corpo1

Criado em 1973, o Centro de Computação de Pequim é uma agência líder no desenvolvimento e pesquisa da tecnologia computacional. O centro tem fortes ligações ao setor público e privado e tem tido um papel fulcral na adoção e desenvolvimento da supercomputação na China.

 

O DESAFIO

Na última década a China fez um grande avanço na supercomputação. Hoje alberga 61 dos 500 melhores supercomputadores do mundo. O crescente investimento na supercomputação teve um grande impacto em agências como o Centro Computacional de Pequim, cujo número de experiências e projetos alocados cresce significativamente todos os anos.

“As nossas operações praticamente duplicaram todos os anos e temos que expandir regularmente a nossa escala, trazendo cerca de 400 ou 500 novos servidores anualmente” diz Yong Pan, vice-gerente das operações e manutenção do Centro Computacional de Pequim.

“Mantermo-nos na linha da frente com mudanças rápidas e frequentes foi um grande desafio e queremos continuar a melhorar a performance e a flexibilidade das nossas infraestruturas, para que consigamos responder aos crescentes requisitos dos nossos clientes.”

 

A SOLUÇÃO

O Centro Computacional de Pequim embarcou num projeto ambicioso de aumentar substancialmente a performance e a escalabilidade do poder computacional existente. A organização reconheceu que era necessário um sistema operativo de alta-performance para conseguir suportar as infraestruturas de supercomputação que tinham sido expandidas. Trabalhando em conjunto com os serviços da Sugon, o Centro Computacional de Pequim elegeu o SUSE Linux Enterprise Server como a opção ideal para maximizar a eficiência e o valor da sua plataforma de supercomputação.

Reunindo características como a gestão de memória avançada e o suporte I/O para ficheiros de sistema multithread, o SUSE Linux Enterprise Server é a solução ideal para as exigências em causa. O Centro de Computação de Pequim introduziu esta solução no seu data center em 2009 e conseguiram ativar aproximadamente 300 a 400 instâncias do sistema operativo ao longo do cluster, que reúne cerca de mil servidores e 10 mil cores de processamento.

O SUSE Linux Enterprise Server é altamente versátil, pois é compatível com uma grande variedade de plataformas de hardware e software third-party. Esta solução também é desenhada para ser interoperável com o Windows e outras plataformas operativas, o que o torna ideal para o ambiente heterogéneo do Centro de Computação de Pequim.

Esta organização usa as novas infraestruturas de supercomputação para apoiar uma série de pesquisas científicas na área da investigação molecular, simulações biomédicas e na criação de modelos meteorológicos. O sistema também serve uma plataforma destinada ao desenvolvimento de várias iniciativas de cloud computing, como a Cloud Industrial de Pequim (Beijing Industrial Cloud) e outros projetos de I&D para o setor privado: por exemplo, a empresa de automóveis BYD usa a supercomputação para simular choques entre automóveis.

 

OS RESULTADOS

“Reduzimos o esforço administrativo em quase 50%, graças à fácil gestão do SUSE Linux Enterprise Server e a produtividade do pessoal aumentou cerca de 20%.”
Yong Pan
Vice-Gerente das Operações e Manutenção do Centro de Computação de Pequim

O aumento da capacidade do Centro Computação de Pequim fornece a rapidez e capacidade de processamento necessárias para responder de forma eficiente às necessidades exigidas pela investigação e desenvolvimento da próxima geração.

“Temos visto um aumento da performance desde o upgrade que foi feito” diz Yong Pan. “Para um determinado projeto, os cálculos usados levaram cerca de 6 horas a serem terminados. Agora, esse tempo foi reduzido para apenas alguns minutos.”

Como o SUSE Linux Enterprise Server é oferecido com uma subscrição simplificada, o Centro Computacional de Pequim conseguiu poupar em custos de licenciamento relativamente aos sistemas operativos. Assim, tornou-se mais fácil organizar a grande quantidade de sistemas ao ter disponível um número de ferramentas que ajudam a simplificar e automatizar o sistema de instalação e a sua configuração.

“Reduzimos o esforço administrativo em quase 50%, graças à fácil gestão do SUSE Linux Enterprise Server” disse Yong Pan. “A produtividade do pessoal aumentou cerca de 20%, uma vez que a nossa equipa de IT pode agora dedicar menos tempo e esforço para ajudar na manutenção e pode dedicá-lo a desenvolver novas ferramentas.”

Com esta nova plataforma de supercomputação, apoiada pela SUSE Linux Enterprise Server, o Centro Computacional de Pequim está mais capaz de responder à crescente procura de uma maior capacidade computacional, tanto por parte da comunidade científica, como também por parte do setor privado.

“Consideramos que as tecnologias SUSE eram as ideais para os nossos requisitos”, disse Yong Pan “O SUSE Linux Enterprise Server fornece a base estável que precisamos para garantir uma ótima performance da nossa infraestrutura de IT, de forma a que esta continue a servir e aumentar a sua capacidade.”

 

Conteúdo fornecido pela SUSE

Quer explorar a Supercomputação na sua organização?

Nome*
Email*
 

Telefone*
Descrição*

*Campos obrigatórios